top of page

SMART CITY: Aplicações do Projeto são apresentadas em Canaã, com a presença do Secretário Nacional.

As primeiras quatro aplicações, foram apresentadas em evento nesta terça-feira (23), realizado em Canaã, que foi prestigiado pelo secretário nacional de Empreendedorismo e Inovação do governo federal, Paulo César Alvim.

Um relógio inteligente que mapeia dados de saúde dos pacientes, envia para um sistema onde os profissionais de saúde podem acompanhar qualquer variação anormal e intervir de forma preventiva. Um scanner que identifica os alunos que adentram no transporte escolar e avisa aos pais o horário de entrada e de saída. Um aplicativo que permite aos cidadãos informar sobre demandas como troca de lâmpadas, ou buracos nas vias. E, por fim, um sistema que permite a detecção aérea de lixo acumulado, água parada, e até animais nas vias.


Um relógio inteligente que mapeia dados de saúde dos pacientes, envia para um sistema onde os profissionais de saúde podem acompanhar qualquer variação anormal e intervir de forma preventiva. Um scanner que identifica os alunos que adentram no transporte escolar e avisa aos pais o horário de entrada e de saída. Um aplicativo que permite aos cidadãos informar sobre demandas como troca de lâmpadas, ou buracos nas vias. E, por fim, um sistema que permite a detecção aérea de lixo acumulado, água parada, e até animais nas vias.


Também marcaram presença o diretor de Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado, José Leôncio Siqueira, os reitores da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Francisco Ribeiro da Costa, e do Instituto Federal do Pará (IFPA), Cláudio Alex Jorge da Rocha, além do coordenador do projeto Smart City na UFPA, Carlos Renato Francês, e do coordenador do projeto IARA da USP, André Carlos Ponce de León. O evento ainda contou com a presença de professores, pesquisadores e lideranças empresariais e políticas do município.


Já a prefeita de Canaã, Josemira Gadelha, enfatizou o desafio do município, de fazer com que os recursos vindos da mineração criem um ciclo de desenvolvimento. A inovação tecnológica, segundo ela, é uma das formas de criar uma nova economia, não apenas auxiliando a gestão pública, mas também o empreendedorismo digital. “Estamos aproximando as inovações das pessoas e transformando a cidade para que conecte todos e possamos melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, disse.


As aplicações apresentadas no evento foram desenvolvidas por pesquisadores da Universidade federal do Pará e ainda serão validadas em testes no município, com uma amostra do público final, para que sejam feitos eventuais ajuste e possam ser utilizadas no dia a dia.


409 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page