top of page

Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás intensifica ações de combate à dengue

Quando chega o período chuvoso, logo vem a preocupação com o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de várias doenças como dengue, chikungunya, Zika vírus e até mesmo a febre amarela.

A água parada em diversos recipientes, como pneus, vasos de plantas e objetos descartados, torna-se propícia para a reprodução do Aedes aegypti.

Neste cenário, a Prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está intensificando suas ações para combater o mosquito e fazendo um trabalho para orientar a população sobre a importância dos cuidados preventivos diante dos riscos das doenças, principalmente com os casos de dengue, muito comuns nesta época do ano.


“Nosso principal desafio não é tratar a patologia em si, mas sim prevenir as doenças por meio do combate ao mosquito vetor. É nesta conjuntura que entram os profissionais da saúde, servidores públicos e população em geral. Por meio de ações de promoção e prevenção, iremos combater a dengue”, pontua o coordenador de Vigilância em Saúde da Semsa, Douglas Pacheco.


Segundo o coordenador, os principais profissionais que realizam o trabalho de prevenção à doença são os agentes de combate de endemias. Eles são incumbidos de realizar visitas domiciliares diariamente, a fim de orientar os moradores, buscar focos de criação de mosquito e, se necessário, realizar tratamento mecânico e eliminação de foco, como retirar água acumulada de um balde ou utensílio, e fazer o tratamento químico com inseticida.

Confira algumas orientações para combater o mosquito Aedes aegypti:

– Certificar-se de que caixas d’água e outros reservatórios de água estejam devidamente tampados;

– Retirar folhas ou outro tipo de sujeira que possa gerar acúmulo de água nas calhas;

– Guardar pneus em locais cobertos;

– Guardar garrafas com a boca virada para baixo;

– Realizar limpeza periódica em ralos, canaletas e outros tipos de escoamentos de água;

– Limpar e retirar o acúmulo de água de bandejas de ar-condicionado e de geladeiras;

– Lavar as bordas dos recipientes que acumulam água com sabão e escova/bucha;

– Para grandes depósitos de água e outros reservatórios de água para consumo humano, é necessária a presença de um agente de saúde para aplicação do larvicida;

– Utilizar areia nos pratos de vasos de plantas ou realizar limpeza semanal;

– Em recipientes com larvas onde não é possível eliminar ou dar a destinação adequada, colocar produtos de limpeza (sabão em pó, detergente, desinfetante e cloro de piscina) e inspecionar semanalmente o recipiente, desde que a água não seja destinada ao consumo humano ou animal. Importante solicitar a presença de um agente de saúde para realizar o tratamento com larvicida.



445 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page