top of page

MOTOTAXISTA pode ter sido a primeira vítima fatal da “URINA PRETA” no PARÁ.

A direção do Hospital Municipal de Santarém-PA, Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) informou que recebeu ontem (06/09/2021), um homem com sintomas semelhantes aos da doença da “urina preta”.

GENIVALDO CARDOSO DE AZEVEDO morreu na madrugada desta terça-feira (07/09/2021), no Hospital Municipal de Santarém.

A doença de HAFF é conhecida como doença da "urina preta", de origem ainda misteriosa. Especialistas suspeitam que a doença seja causada por uma bactéria, o que ainda é considerado pouco provável.

A hipótese mais aceita é que a doença seja causada por algum tipo de toxina, ainda não identificada, que contamine e permaneça ativa no alimento cru ou até mesmo cozido, frito ou assado.

Somente no Amazonas a doença a "urina preta" infectou 44 (quarenta e quatro) pessoas. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, uma pessoa morreu em decorrência da doença.

No PARÁ, médicos investigam o que pode ser o primeiro caso da doença no Estado. A morte do mototaxista GENIVALDO CARDOSO DE AZEVEDO, na madrugada desta terça-feira (07/09/2021), no Hospital Municipal de Santarém, no baixo amazonas. A suspeita é que ele possa ter sido vítima da doença.

NOTA:

A direção do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) informou que recebeu ontem (6), um homem com sintomas semelhantes aos da doença da “urina preta”. Sendo assim o primeiro caso suspeito no Estado.

“O homem de 55 anos chegou com quadro clínico delicado, recebeu todo atendimento da equipe médica da estabilização do HMS, mas não resistiu e infelizmente morreu no início da manhã de hoje. Por se tratar de um caso suspeito da doença de HAFF, os órgãos competentes foram acionados para seguir os protocolos técnicos”, finaliza.


Segundo a família, GENIVALDO consumiu peixe no último domingo (5), e no mesmo dia passou mal, chegou a ser levado a uma unidade hospitalar e após ser atendido e medicado foi liberado. já na segunda (6), os sintomas começaram a se agravar e a família o levou para HMS, onde ficou internado e morreu.

A SESPA (Secretaria de Saúde Pública do Pará) ainda não manifestou oficialmente sobre o óbito do paciente ocorrido, em Santarém-PA

Fonte: DOL


615 visualizações0 comentário

Komentarze


bottom of page