top of page

Exposibram 2023: Canaã é protagonista regional no debate sobre mineração e desenvolvimento.

Principal evento do setor no Brasil, abertura ocorreu na segunda-feira, 28. Canaã recebe destaque com palestras da prefeita Josemira Gadelha em fóruns do evento.

A mineração gera no Pará cerca de 60 mil empregos diretos. A pujança do setor é uma realidade e transforma o cenário do estado, que se expande com a atração de mão-de-obra e oportunidades geradas pela exploração mineral. Cannã dos Carajás é o maior representante desse crescimento: a mineração fez a população da cidade triplicar e o município é o que mais cresceu no Brasil desde 2010. A importância da exploração mineral no Pará foi destaque, na segunda-feira (28), da cerimônia de abertura do maior evento de mineração do país, a Exposibram 2023 (Expo & Congresso Brasileiro de Mineração), no Hangar, em Belém.


Para falar ao Brasil e ao mundo sobre a experiência de gestão desse contexto próspero e seus desafios, a prefeita de Canaã dos Carajás, Josemira Gadelha, será palestrante em dois fóruns sobre mineração e desenvolvimento sustentável na Exposibram. A gestora destaca que será uma oportunidade de troca de metodologias, práticas e experiências exitosas da boa aplicação dos recursos da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM).


“É preciso empreender com cuidado em relação ao meio ambiente e entender que moramos na região amazônica. Isso traz grandes desafios diante de uma população que todo dia cresce, mas que tem 50% de pessoas em situação vulnerável, ligadas ao CadÚnico. Nós, prefeitos, trabalhamos todos os dias na diversificação da economia compreendendo que o minério é finito. Em Canaã, investimos em tecnologia para desenvolver uma segunda matriz econômica no munícipio cuja a principal é a mineração. Apostamos também no turismo de negócios, de saúde e de educação para que a gente possa ter um desenvolvimento sustentável a partir da compensação financeira que recebemos da exploração mineral”, explica.


Protagonista na região, Canaã é a cidade que mais gera emprego no sudeste do Pará, com 3.858 novas vagas; e a segunda do estado, ficando atrás apenas da capital Belém (5.535). O aumento da geração de emprego e renda demonstra o pleno desenvolvimento, que é estimulado pela Prefeitura de Canaã dos Carajás com a execução de programas e projetos nas áreas da Habitação, Urbanização, Empreendimentos e Turismo de eventos. Com o Cartão Reforma e Construção, por exemplo, desde dezembro de 2021 ao todo 1.000 famílias foram beneficiadas com a realização do sonho da casa própria, que até hoje já gerou cerca de 3.500 empregos diretos na área da Construção.


A Prefeitura de Canaã dos Carajás está investindo R$ 1,5 bilhão em grandes obras do Programa Construindo o Amanhã, que contempla as áreas da infraestrutura, da Saúde, da Educação e do Lazer. Uma delas, que já está em andamento, é a construção do novo Hospital Municipal que terá perfil de unidade de média e alta complexidade, com 27 leitos de UTI e capacidade para a realização de aulas dos cursos de medicina.


“Todos esses esforços já geram resultados. Pela primeira vez em nosso município, não foi a mineração a maior geradora de empregos, mas sim a construção, por meio de obras públicas e privadas que movimentam a economia. Então temos que investir cada vez mais numa cidade que possa ser sustentável, para reconfigurar a matriz econômica, pluralizar nossa matriz”, diz a prefeita.


A perspectiva de diversificação da economia desenvolvida em Canaã corrobora com o política prevista pelo governador a todo o Pará. Em discurso na abertura da Exposibram, Helder Barbalho afirmou que é preciso defender uma política conciliatória, que reconheça a importância do minério para a economia, mas de forma que sejam fomentadas outras vocações para que a economia passe por uma transição voltada a bioeconomia. “Desejamos uma economia conciliatória e não excludente. O estado do Pará deseja continuar tendo como vocação a riqueza do que subsolo, mas o estado do Pará compreende sobretudo que a floresta é a maior riqueza e geradora de emprego do futuro, voltado à floresta viva, para a biodiversidade e economia verde. Sabemos que o apoio do Ibram é fundamental para a transição da econômica no estado atrelada ao novo tempo”, destacou o governador.


Canaã como vitrine


Na programação da Exposibram, a prefeita Josemira Gadelha apresentará as experiências bem sucedidas em Canaã dos Carajás advindas da mineração. Desde a implantação das minas de Sossêgo e S11D, o município tem sido exemplo do uso consciente da Compensação Financeira pela Exploração do Minério (Cfem). Sendo a cidade que mais cresceu no país nos últimos 12 anos – segundo o IBGE -, o município utiliza de sua arrecadação para investir na garantia dos direitos básicos do cidadão, diversificação econômica e no respeito ao meio ambiente.


Durante a Conferência Internacional Amazônia e Novas Economias, a prefeita participará das discussões do painel: “Cidades da Amazônia – Desafios para o Desenvolvimento”, às 9h30. Ao lado de outras personalidades, Josemira abordará os grandes desafios urbanos das cidades amazônicas, como transporte, segurança pública, conectividade, desigualdades sociais e territoriais, e suas relações com a economia local, sob a perspectiva de gestores públicos e de organizações da sociedade civil.


Os eventos acontecerão na capital paraense, no Hangar Centro de Convenções. A Conferência Internacional Amazônia e Novas Economias será do dia 30 de agosto a 1° de setembro, e terá a participação do ex- primeiro-ministro da Grã-Bretanha Tony Blair e do 8° Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, e do ex-presidente da Colômbia, Iván Duque.


Já a Exposibram segue até 31 de agosto e Josemira Gadelha participará no dia 30, às 11h30, do painel “Experiências de boa governança com a aplicação da Cfem nos municípios”, junto ao prefeito de Itabira – MG, Marco Antônio Lage, e outros convidados.



354 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page