top of page

BioParque Vale Amazônia vira sala de aula para estudantes de Canaã dos Carajás

Estudantes do 6º ano da Escola Municipal Sebastião Agripino, de Canaã dos Carajás, tiveram uma aula diferente de Ciências. Eles aprenderam sobre a fauna e a flora da região em contato direto com a natureza, dentro do BioParque Vale Amazônia, na Floresta Nacional de Carajás, em Parauapebas.

A atividade fez parte das ações da Casa da Cultura de Canaã dos Carajás pela 21ª Semana Nacional de Museus, realizada de 15 a 21 de maio, com o tema “Museus, Sustentabilidade e Bem-Estar”. Além dos estudantes da escola municipal, alunos da Escola de Música e Dança da Casa da Cultura também participaram da ação e fizeram apresentações culturais.


Adriana Costa Rodrigues foi uma das visitantes. Segundo ela, a turma aprendeu que todos devem cuidar do meio ambiente. “Tá sendo um momento muito bonito porque tem muitas coisas verdes, muita natureza, uma coisa bela de se ver. Aprendi que todo mundo tinha que ajudar o meio ambiente pra que esses animais possam viver e ter uma vida melhor no seu ambiente”, disse a menina.


A coordenadora pedagógica da escola Sebastião Agripino, Maria Cruz da Silva, também comentou sobre a experiência. “A gente vai conseguir fazer com que os nossos alunos aprendam na prática o que normalmente é só teoria, além da questão do próprio convívio deles com a natureza, com outras pessoas. O sair da escola faz com que se sintam mais motivados, então, eles vão chegar na escola com uma visão diferente”, contou a servidora.


Ação integrada

Em abril, os alunos do 6º ano da escola municipal participaram do ciclo de atividades “A arte de cuidar da Casa, do rio e da floresta”.


Isso foi feito a partir de uma palestra com o biólogo do BioParque, uma visita à Casa da Cultura e da realização de atividades ligadas à sustentabilidade e ao meio ambiente nas aulas de Ciências da Natureza.

“A gente conseguiu integrar dois espaços educativos, um voltado pra valorização do patrimônio cultural do território, através de ações que envolvem arte e educação, e outro que tem esse viés educativo pra pesquisa e conservação do bioma e que oferece uma experiência incrível para quem o visita”, disse o gestor.


Rejania Azevedo, gestora de Processo do BioParque, também comentou sobre a importância da iniciativa. “Esse trabalho integrado com a Casa da Cultura é muito importante. Trouxemos os estudantes para que tenham mais conhecimento sobre a nossa fauna e flora amazônica e todo trabalho de conversação de espécies ameaçadas de extinção que realizamos aqui no BioParque. Ficamos felizes com essa parceria e acreditamos que vai agregar valores e conhecimentos nas áreas ambiental e cultural para eles”, argumentou.


O que é o BioParque?


Criado em 1985, o BioParque Vale Amazônia fica localizado no Núcleo Urbano de Carajás, em Parauapebas. O espaço conta com 30 hectares de floresta nativa, permitindo a livre circulação de espécies de aves, cutias e macacos nas áreas de visitação.


Sobre a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás


Criado e mantido pela Vale, o espaço integra o Instituto Cultural Vale. A Casa da Cultura desempenha papel de guarda e registro do acervo histórico do município, e de difusor cultural na região. Nesse sentido, promove exposições, exibições de filmes, clubes de leitura, contação de histórias, espetáculos de música, dança, circo e teatro, além de manter uma escola de música, dança e teatro, onde crianças e jovens têm a oportunidade de participar, de forma gratuita, de aulas de ballet clássico, teatro, canto, violão, flauta doce, musicalização e percussão tradicional paraense.


Sobre o Instituto Cultural Vale


O Instituto Cultural Vale parte do princípio de que viver a cultura possibilita às pessoas ampliarem sua visão de mundo e criarem novas perspectivas de futuro. Tem um importante papel na transformação social e busca democratizar o acesso, fomentar a arte, a cultura, o conhecimento e a difusão de diversas expressões artísticas do nosso país, ao mesmo tempo em que contribui para o fortalecimento da economia criativa. São mais de 300 projetos criados, apoiados ou patrocinados em 24 estados e no Distrito Federal em execução em 2022. Dentre eles, uma rede de espaços culturais próprios, patrocinados via Lei Federal de Incentivo à Cultura, com visitação gratuita, identidade e vocação únicas: Memorial Minas Gerais Vale (MG), Museu Vale (ES), Centro Cultural Vale Maranhão (MA) e Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA). Onde tem Cultura, a Vale está. Visite o site do Instituto Cultural Vale: institutoculturalvale.org.






437 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page